Mônaco decide amanhã se Cacciola será extraditado

O Tribunal de Apelações da Justiça do Principado de Mônaco realiza amanhã a audiência que vai determinar se o ex-banqueiro Salvatore Cacciola deve ou não ser extraditado para o Brasil.A audiência será também a última oportunidade para a defesa de Cacciola fazer a Justiça local ouvir seus argumentos. Tão logo a decisão seja divulgada - a lei monegasca não fixa prazo para a manifestação -, o parecer dos juízes será encaminhado pelo diretor de Serviços Judiciários, Philippe Narmino, ao príncipe Albert II, a quem caberá a decisão soberana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.