Montadora chinesa nega negociação com GM sobre Hummer

Empresa afirma não estar interessada em comprar marcas estrangeiras e que se concentra em suas próprias

Efe,

19 de fevereiro de 2009 | 05h14

O Grupo Industrial Automotivo de Sichuan, conhecido como Sichuan Auto, desmentiu nesta quinta-feira, 19, que esteja negociando com a montadora americana General Motors (GM) para adquirir a marca Hummer, como havia informado a imprensa chinesa nos últimos dias. Segundo publica a agência de notícias Xinhua, a Sichuan Auto, uma das menores fabricantes chinesas, assegurou que não está interessada em comprar marcas estrangeiras, e que se concentrará no desenvolvimento de suas próprias e de veículos que funcionem com energias alternativas. A imprensa chinesa tinha informado sobre supostas conversas entre as duas empresas e que a Sichuan Auto estaria disposta a pagar pela Hummer até cerca de US$ 500 milhões, valor que seria financiado através de créditos solicitados a bancos estatais da China. O porta-voz da GM para a China, Henry Wong, confirmou à Agência Efe na segunda-feira passada que a companhia estava tendo "encontros e conversas com investidores potenciais" como parte da revisão estratégica da marca Hummer, mas não revelou nomes. Wong ressaltou, porém, que as conversas "estão em andamento" e antecipou que se espera fazer um anúncio sobre a Hummer "antes do final do primeiro trimestre" de 2009. Sobre as supostas negociações, a empresa chinesa assegura "não existir tal coisa em absoluto", conforme declarou An Zhifu, diretor do Grupo Industrial Sichuan Fulin, conglomerado que controla a fabricante chinesa.

Tudo o que sabemos sobre:
montadoraChinaGM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.