Montadoras projetam novo recorde de vendas em 2010

A indústria automobilística, que já bateu recorde de vendas um mês antes do ano terminar, tentará, nas próximas semanas, garantir também seu melhor ano em produção ou, no mínimo, um empate com o resultado de 2008, quando foram fabricados no País 3,216 milhões de veículos, incluindo caminhões e ônibus.

AE, Agencia Estado

05 de dezembro de 2009 | 08h31

Durante todo o ano o setor manteve projeções de queda na produção. Agora, conta com o esforço que será feito este mês por várias montadoras que suspenderam ou reduziram férias coletivas para superar os números do ano passado.

Para 2010, as montadoras apostam, com folga, em novos recordes de vendas e produção, ambos os números na casa de 3,4 milhões de unidades, podendo até ocorrer uma pequena diferença de 10 mil veículos a menos na produção, resultado de importações superiores às exportações, situação também verificada neste ano.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), previa queda de 5,2% na produção este ano, para 3 milhões de unidades. Após a decisão do governo federal de estender até março a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros flex, e de ver as associadas reforçarem a produção neste mês, a entidade calcula que a conta final pode passar de 3,2 milhões de veículos.

Após um ano inteiro beneficiada pela redução do IPI, a indústria vai encerrar 2009 com vendas recordes de 3,11 milhões de veículos e já anunciou que 2010 será 9,3% maior, com 3,4 milhões de unidades. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
veículosAnfavea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.