coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Montadoras vão lançar sete carros até o fim do ano

Safra de lançamentos inclui reestilizações, como a do EcoSport, e novos modelos, como o Sandero

Cleide Silva, O Estadao de S.Paulo

19 de outubro de 2007 | 00h00

O fim de ano será movimentado para a indústria automobilística, com pelo menos sete lançamentos até o fim de dezembro. As montadoras querem aproveitar o bom momento do setor, que está batendo recorde de vendas e produção em 2007.A temporada de lançamentos começa pela Ford. Hoje, a empresa apresenta o novo EcoSport. Após quatro anos de mercado, o jipinho passa por uma reformulação externa e interna. O novo modelo chega às lojas com o mesmo preço da versão anterior, sinal dos tempos de acirrada competição no mercado brasileiro.As vendas dos utilitários-esportivos estão 33% maiores que em 2006. Aumentou a oferta de modelos importados e alguns deles passaram a ser produzidos no País. O EcoSport básico custará R$ 46.070 e o mais caro, R$ 68.740.''''Apesar dos gastos com desenvolvimento, das mudanças e novas tecnologias, o EcoSport chega sem aumento de preço'''', confirmou o presidente da Ford, Marcos Oliveira. O objetivo da marca é manter as vendas atuais do modelo de 4 mil unidades/mês, ''''ou um pouco mais''''.Ainda este mês a Fiat também apresenta o Siena reestilizado, feito em Betim (MG) e a Mitsubishi lança a nova geração da picape L200, fabricada em Catalão (GO). Em novembro, a General Motors lança o Meriva com câmbio automático e a Nissan apresenta a picape Frontier importada da Tailândia, mas com produção futura prevista para o Brasil.Os carros mais aguardados são os inéditos Sandero, da Renault, e o novo Ka, da Ford, ambos compactos que serão apresentados em novembro e dezembro.O Sandero foi mostrado no mês passado na Alemanha, poucos dias antes da abertura do Salão Internacional de Frankfurt, pelo presidente mundial da Renault, Carlos Ghosn. O modelo será produzido inicialmente só na fábrica de São José dos Pinhas (PR) e seus principais concorrentes são o Fox, que custa a partir de R$ 31 mil, e o Punto, vendido a partir de R$ 37 mil.Já o novo compacto da Ford disputará mercado com Celta, Gol e Palio, todos na faixa de R$ 25 mil. Com esse carro em produção na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), a Ford espera ganhar mercado e diminuir a distância que tem das três maiores montadoras - Fiat, Volkswagen e GM, todas com participação acima de 20% nas vendas.FESTACom 12% do mercado, a Ford espera que o novo Ka a ajude a vender 300 mil carros em 2008, um aumento de 20% em relação ao projetado para 2007, que será o melhor ano da história da companhia, com vendas de 250 mil unidades.Para a apresentação do EcoSport à rede de distribuição, a Ford reuniu, na semana passada, todos os 4 mil vendedores e donos de concessionárias do País, num evento realizado na Expo Center Norte, em São Paulo. ''''Nos lançamentos anteriores trouxemos os donos das lojas e os gerentes; dessa vez vieram todos'''', disse Oliveira.Eles viram em primeira mão o veículo, que hoje está sendo mostrado à imprensa especializada, e assistiram a um filme em terceira dimensão, que exigiu uso de óculos especiais. O filme trouxe um certo suspense no início da apresentação, com barulho de um helicóptero se aproximando, ao estilo do musical Miss Saigon.O helicóptero trazia um veículo pendurado num fio de aço. Quando o público identificou o EcoSport, ficou de pé, aplaudiu, gritou. A festa resume o atual momento da Ford no Brasil. A empresa que nos anos 90 quase fechou uma fábrica, hoje está prestes a registrar o 15º trimestre seguido de lucro no País.O EcoSport teve a frente e a traseira modificadas, com novos capô, faróis, pára-choque, lanternas e rodas. A parte interior está mais refinada e com detalhes como controle de som na coluna de direção. Recebeu ainda tratamento acústico que reduz o nível interno de ruído, corrigindo defeito do modelo anterior. A versão antiga vendeu 180 mil unidades e 195 mil foram exportadas para México, Venezuela, Argentina, Chile, África e Oriente Médio. O novo seguirá para os mesmos países.Para acabar com estoques do modelo antigo, a Ford e os lojistas realizaram promoções com descontos de cerca de 12% e há poucos modelos disponíveis. ''''Nosso estoque está quase zerado'''', disse o gerente da Frei Caneca Consolação, na cidade de São Paulo, Helder José Wolf Guimarães.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.