finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Moody's alerta contra dívida de governos locais da China

A Moody''s projetou um crescimento de 7,0% a 7,5% no Produto Interno Bruto (PIB) da China em 2014 e em 2015 e alertou que a acumulação de dívidas dos governos locais e das empresas deve pressionar a atividade econômica no futuro.

AE, Agencia Estado

17 de março de 2014 | 00h18

A possibilidade de o governo central fornecer recursos fiscais adicionais para fortalecer as finanças dos governos locais e melhorar a capacidade de pagamento das dívidas representa um passivo contingente que restringe a qualidade de crédito da China, afirmou a Moody''s. "Adicionalmente, a estrutura de vencimento da dívida é de relativo curto prazo, sugerindo que o nível atualmente moderado das necessidades brutas de financiamento do governo, de menos de 8% do PIB, irá crescer mais."

No entanto, isso não deverá colocar em risco a qualidade de crédito da China. "De modo geral, o momentum relativamente rápido no crescimento econômico, a regulação macroprudencial e passos dados para avançar com as reformas ao longo de 2014 continuarão a apoiar a avaliação de crédito dos governos central e locais da China e de bancos e corporações", afirmou, em relatório.

A agência de classificação de risco também considerou que o investimento será menos crucial para um crescimento sustentável da economia no futuro, mas lembrou que esse continuará a ser um importante fator de crescimento.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinamoodys

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.