finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Moody's melhora nota de risco de bancos brasileiros

A agência de classificação de risco de crédito Moody''''s Investors Service elevou a nota de risco de crédito (rating, em inglês) para depósitos em moeda estrangeira, no longo prazo, de diversos bancos brasileiros - de "Ba3" para "Ba2". A perspectiva é estável.Em maio, a empresa já havia colocado as classificações em revisão, para possível elevação. A decisão de alterar a nota das instituições financeiras do País se segue à melhora do teto de risco em moeda estrangeira de longo prazo para os títulos bônus e notes do Brasil, anunciado ontem, de "Ba1" para "Baa3".Veja as instituições financeiras que tiveram suas classificações elevadas:Banco ABN AMRO Real S.A., Banco BBM S.A., Banco BMC S.A., Banco BMG S.A., Banco Bonsucesso S.A., Banco Bradesco S.A., Banco Bradesco S.A. Grand Cayman Branch, Banco Citibank S.A., Banco Cruzeiro do Sul S.A., Banco do Brasil S.A., Banco do Brasil S.A. (Cayman), Banco Fibra S.A., Banco GMAC S.A., Banco Industrial e Comercial S.A - BICBANCO, Banco Itaú S.A., Banco Itaú SA (Cayman Islands), Banco Itaú BBA S.A., Banco Mercantil do Brasil S.A., Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social S.A. - BNDES, Banco Nossa Caixa S.A., Banco PanAmericano S.A., Banco Pine S.A., Banco Ribeirão Preto S.A., Banco Safra S.A., Banco Santander Banespa S.A., Banco Votorantim S.A., Banif SA, BES Investimento do Brasil S.A., Caixa Econômica Federal, HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo, ING Bank N.V. - São Paulo e União de Bancos Brasileiros S.A. - Unibanco S.A.A Moody''''s também elevou a nota para os bônus seniores em moeda estrangeira no longo prazo do Banco Votorantim SA, de "Ba1" para "Baa3"; dos bônus seniores de curto e longo prazos em moeda estrangeira do Banco Votorantim SA (Nassau Branch), de "Ba1/NP" para "Baa3/P-3;" e dos bônus perpétuos subordinados em moeda estrangeira do Banco Bradesco SA Grand Cayman, Banco do Brasil SA (Cayman), Banco do Estado de São Paulo SA e União de Bancos Brasileiros SA Grand Cayman, de "Ba1" para "Baa3".

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

24 de agosto de 2007 | 08h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.