Moody’s põe em revisão para possível rebaixamento 16 bancos italianos

Decisão foi tomada por causa da colocação em revisão para possível rebaixamento do rating soberano da Itália e da possibilidade de o governo não dar suporte as empresas financeiras

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de junho de 2011 | 09h06

A Moody's colocou ontem, 23, em revisão para possível rebaixamento o rating de dívida de longo prazo e de depósito de 16 bancos italianos e o rating de emissor de longo prazo de duas instituições financeiras relacionadas ao governo. A Moody's também alterou de estável para negativa a perspectiva para a dívida de longo prazo e dos ratings de depósito de outros 13 bancos italianos.

Segundo a agência, um grupo de bancos italianos pode ter seus ratings rebaixados, em consequência da colocação em revisão para possível rebaixamento do rating soberano da Itália e de sua reavaliação sobre a intenção do governo em dar suporte as empresas financeiras. O rating soberano da Itália foi colocado em revisão em 17 de junho.

"Diante do difícil cenário econômico atual, a probabilidade de os governos europeus, incluindo o italiano, de dar suporte aos bancos domésticos é menor agora do que anteriormente", disse o analista da Moody's, Henry MacNevin. O analista informou que a ação de rating não tem como foco a situação de bancos específicos, mas o panorama para o setor como um todo.

Entre os bancos que tiveram seu rating de dívida e depósito de longo prazo colocados em revisão para possível rebaixamento estão o Intesa Sanpaolo, Banca Monte dei Paschi di Siena. O UniCredit SpA (UCG.MI), o Intesa Sanpaolo unit Banca IMI e o Banca Popolare di Milano (PMI.MI) estão entre os bancos que tiveram a perspectiva para o rating de depósito alterada para negativa ou em revisão para possível rebaixamento e que possibilidade de verem reduzidos o nível de suporte sistêmico. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Moody'sbancosItáliaeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.