Moody's rebaixa cinco bancos gregos e indica possibilidade novos cortes

Agência justifica cortes nas notas de crédito pela incerteza sobre a capacidade do governo grego de chegar a acordo com credores

Francine De Lorenzo, O Estado de S. Paulo

09 Fevereiro 2015 | 17h57

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou os ratings de cinco bancos gregos. A ação acontece após a Moody's ter colocado, na última sexta-feira, a nota de crédito Caa1 da Grécia em revisão para possível rebaixamento.

Os bancos rebaixados foram: Piraeus Bank (para Caa2, de Caa1), National Bank of Greece (para Caa2, de Caa1), Alpha Bank (para Caa2, de Caa1), Eurobank Ergasias (para Caa3, de Caa2) e Attica Bank (para Caa3, de Caa2). Todos os ratings foram colocados em revisão para possíveis novos rebaixamentos.

Em nota, a Moody's afirma que os cortes nos ratings dos bancos gregos derivam da visão de que há reduzida possibilidade de apoio sistêmico ao setor, dada a incerteza sobre a capacidade do governo grego de chegar a um acordo com seus credores a tempo de atender às suas próprias necessidades de liquidez e de financiamento. Com isso, a capacidade de socorro aos bancos em caso de necessidade fica comprometida.

A Moody's destaca que irá avaliar as pressões de financiamento e liquidez que os bancos enfrentam, além da exposição direta ao governo e o impacto do ambiente operacional enfraquecido na qualidade e solvência dos ativos.

Mais conteúdo sobre:
grécia moody's

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.