Morales critica Colômbia e causa mal-estar na reunião

O presidente da Bolívia, Evo Morales, causou mal-estar durante a Reunião de Cúpula do Mercosul nesta sexta-feira ao criticar o modelo econômico da Colômbia. Evo afirmou que os países na América do Sul que não seguem o neoliberalismo econômico estão apresentando taxas elevadas de crescimento e citou a Colômbia como exemplo de uma nação ligada à política econômica dos Estados Unidos, que não tem conseguido crescer. Visivelmente irritado, o presidente colombiano, Álvaro Uribe, usou seu discurso para rebater as acusações de Morales. O clima ficou ainda mais tenso quando o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, pediu a palavra e saiu em defesa de Morales, chamando a resposta de Uribe de "superdimensionada". Em resposta, Uribe se limitou a afirmar que apenas a Colômbia sabe de seus problemas. O presidente colombiano também fez questão de lembrar que a grande quantidade de reserva de gás da Bolívia torna mais fácil seu crescimento.O presidente Chávez assumiu um tom conciliador ao comentar o incidente durante a Cúpula. Ele minimizou o episódio e disse que Evo é um homem duro. Ao se referir ao presidente colombiano, afirmou: "somos amigos". Matéria alterada às 17h15 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.