Morales dá garantias de investimento à mineradora japonesa

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse na segunda-feira que deu garantias ao investimento da empresa japonesa Sumitomo no projeto de mineração San Cristóbal, e anunciou que eventuais mudanças tributárias serão consultadas antes com os investidores. Ao informar sua visita da semana passada ao Japão, o presidente indígena destacou a disposição da Sumitomo em dialogar com o governo boliviano, para assegurar o êxito do projeto de prata, chumbo e zinco. San Cristóbal é controlada pela norte-americana Apex Silver Mines e deve iniciar a produção no segundo semestre. "Ficou totalmente claro que o investimento das empresas fosse garantido, mas também o Estado tem que se beneficiar e (Sumitomo) entende perfeitamente esta situação", disse Morales em entrevista coletiva. O presidente boliviano nacionalizou a indústria petrolífera no ano passado. "Dissemos que se o preço do metal sobe, temos que melhorar os impostos, e eles entenderam perfeitamente, só pediram que seja mediante o diálogo e logo a empresa estará por aqui para começar a dialogar com o ministério de mineração", complementou. A Sumitomo comprou em 2006 uma participação de 35% na San Cristóbal, que com um custo inicial de aproximadamente 600 milhões de dólares é um dos maiores projetos de exploração de prata, zinco e chumbo. Os outros 65% estão nas mãos da Apex Silver Mines, responsável técnica do projeto, perto da fronteira com o Chile e a 500 quilômetros ao sul de La Paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.