Morgan Stanley eleva ações brasileiras

A Morgan Stanley elevou sua recomendações para ações de companhias brasileiras de "slight underweight" (levemente abaixo da média) para "slight overweight" (levemente acima). "Eu não estou recomendando uma grande mudança de alocação, mas uma operação", escreveu o estrategista-chefe da Morgan Stanley para mercados de ações latino-americanos, Julio Zamora. Ele acrescentou que está mantendo "o dedo no gatilho".Segundo Zamora, a recuperação do real frente ao dólar e uma perspectiva política mais benigna estiveram entre os fatores que provocaram a revisão. Ele também disse que o Morgan Stanley está vendendo ações de companhias exportadoras, que tiveram um desempenho melhor nos primeiros sete meses do ano, quando o real estava em queda, mas tropeçaram em agosto, quando o real valorizou-se em 15%.O Morgan Stanley rebaixou suas recomendações para Gerdau e Aracruz Celulose para a posição "neutra" e elevou as dos bancos Bradesco e Itaú e das companhias de telecomunicações Brasil Telecom Participações e Tele Norte Leste Participações para "overweight".Zamora disse acreditar que o debate sobre a solvência do Brasil no médio prazo "vai prosseguir" e continuará a afetar os preços das ações brasileiras. "Será necessário operar com agilidade para manter a dianteira", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.