Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Morgan Stanley: recomendação de Telesp Celular

O banco de investimentos Morgan Stanley Dean Witter elevou de neutro para "outperform" sua recomendação para as ações da Telesp Celular como reflexo do anúncio da aquisição do capital da Global Telecom por cerca de US$ 1,2 bilhão. Segundo a analista Vera Rossi, essa compra marca o início do processo de consolidação da telefonia celular no Brasil após a divulgação das regras do Serviço Móvel Pessoal (SMP). Com relação à Telesp Celular, a analista tem agora um preço-alvo para o American Depositary Receipt (ADR) da empresa de US$ 35. "Com a aquisição da Global Telecom, vemos agora a Telesp Celular como uma companhia mais forte e com perspectivas melhores. O banco vinha mantendo uma recomendação "neutro" para os papéis da Telesp Celular há mais de um ano. A analista Vera Rossi considerou "razoável" o preço pago pela empresa para a compra de 49% das ações ordinárias (ON, com direito a voto) e 100% das preferenciais (PN, sem direito a voto) da Global Telecom. Para ela, a Global Telecom apresenta um forte potencial de crescimento do número de assinantes, além de operar com a mesma tecnologia da Telesp Celular (CDMA) e na mesma frequência (800 MHz).

Agencia Estado,

16 de janeiro de 2001 | 13h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.