Morre o economista Rudiger Dornbusch aos 60 anos

O Massachusetts Institute of Technology (MIT) confirmou hoje a morte do economista Rudiger Dornbusch, que ficou conhecido após prever a crise do México em 1994. Ele tinha 60 anos e morreu vítima de câncer. Dornbusch, professor-mestre de Economia e Administração Internacional do MIT, é autor de uma série de livros sobre finanças e comércio internacional. Em março, Dornbusch causou polêmica ao defender que uma equipe de especialistas estrangeiros comandasse a economia argentina. Dornbusch deixa sua esposa, Sandra Masur, e um irmão, Paul Josef Dornbusch. "Rudi foi a pessoa que nos trouxe à era moderna", disse Paul Krugman, professor de economia da Universidade de Princeton. "Para traçar um árvore genealógica dos principais economistas da atualidade, todos os galhos nos levariam de volta a Rudi."

Agencia Estado,

26 de julho de 2002 | 12h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.