Morre presidente da Pernod Ricard, dona da vodca Absolut

Um tributo a Patrick Ricard será prestado nos próximos dias e novos detalhes sobre o funeral serão divulgados em breve

AE / Dow Jones,

18 de agosto de 2012 | 15h51

Patrick Ricard, o emblemático presidente da Pernod Ricard que foi o responsável pelo rápido e ambicioso desenvolvimento do conglomerado de bebidas, morreu, subitamente, nesta sexta-feira, 17, informou a empresa. Em comunicado distribuído neste sábado, 18, a Pernod Ricard informou que um tributo ao presidente será prestado nos próximos dias e que divulgará detalhes sobre o funeral em breve.

Filho do fundador da companhia Ricard, uma das empresas que se uniram para formar a Pernod Ricard em 1975, Ricard controlou a posição de presidente e de executivo-chefe entre 1978 e 2008, quando ele renunciou ao posto executivo, mantendo sua posição no conselho da companhia.

Ele capitaneou a Pernod Ricard em seu caminho para se tornar a segunda maior companhia de bebidas alcoólicas do mundo, atrás apenas da britânica Diageo.

Com Ricard no comando, a Pernod Ricard adquiriu várias fabricantes de bebidas ao redor do mundo, incluindo a Irish Distillers, dona da marca de whisky Jameson, em 1988, além da Allied Domecq, fabricante das champanhes Mumm e Perrier-Jouet, em 2005. Três anos depois, a companhia comprou a Vin & Sprit, proprietária da marca de vodcas Absolut. O scotch whisky Chivas Regal e Ballantine's também estão entre os produtos comercializados pela empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
Pernod RicardParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.