finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mostra BR tem problemas com legendas

A 25a Mostra BR de Cinema está apresentando alguns problemas com o sistema eletrônico de legendagem em português. Segundo Ivan Melo, assistente de produção da Mostra, isso tem acontecido porque algumas fitas não chegam nas condições acertadas com os distribuidores. Há fitas que chegam sem legendas em português ou outra língua que sirva de referência para o operador da legenda eletrônica.Isso faz com que a legendagem prometida pelos organizadores falhe, especialmente quando operador também não fala a língua de origem do filme. Dada a agenda apertada do evento, nem sempre é possível providenciar uma solução melhor, explica Ivan Melo.De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, a ausência de legenda prometida equivale a um descumprimento de oferta. Neste caso, o espectador tem direito a receber seu dinheiro de volta ou uma entrada para outra sessão de cinema, à sua escolha. "Cabe ao espectador decidir se quer seu dinheiro ou um novo ingresso", explica Gabriela Antônio, técnica do Procon-SP, órgão de defesa do consumidor.Este direito do espectador, no entanto, tem sido desrespeitado. A prática das salas de exibição e da organização da Mostra é devolver um ingresso para outra sessão, mas não devolver o dinheiro. O argumento das gerências das salas e também dos organizadores da Mostra é que por questões de segurança não é recomendável manter dinheiro em caixa.A posição do Procon-SP é diferente. "A empresa não pode argumentar que não tem dinheiro no caixa. Se houver reclamação no Procon-SP, a empresa pode ser até mesmo multada se cometer esta infração", explica Gabriela Antônio. Este direito vale para qualquer problema que prejudique a sessão de cinema, como a interrupção do serviço por problemas técnicos, falta de condições de uso da sala de exibição etc.Cinesesc oferece outro ingresso para espectadorNa última sexta-feira, problemas com legendas levaram espectadores a reclamar no Cinesesc a devolução do dinheiro. A posição da gerência da sala Cinesesc foi abonar a entrada, de forma que o espectador ganhou o direito a um ingresso gratuito em qualquer outra sessão desta sala.Segundo a programadora do Cinesesc, Denise Martha, a gerência devolve o dinheiro se a reclamação for até 30 minutos depois do início do filme. Depois disso, o sistema eletrônico fecha o caixa. "A partir daí, somente podemos dar um ingresso para outra sessão, que é o procedimento que temos adotado."Unibanco Arteplex dificulta solução para consumidorProblema maior aconteceu na sala Unibanco Arteplex 2, na última sessão do sábado passado. As legendas do filme, falado em chinês, estavam descoladas das respectivas falas durante a maior parte do filme.Na saída, alguns espectadores foram reclamar com a monitora da Mostra, Márcia Calazans, que reconheceu a falha e recomendou a devolução do dinheiro ou o abono do ingresso. Os espectadores já haviam reclamado anteriormente durante a exibição do filme, mas ficaram aguardando que o problema fosse sanado.O gerente da sala, Rubens Natan, no entanto, não aceitava fazer o abono ou a devolução do dinheiro, argumentando que o erro era da Mostra e não da sala. A Mostra tem um acordo de oferta de novo ingresso com as salas para garantir a solução destes problemas.Num segundo momento, o gerente tentou convencer os espectadores que a legenda estava correta e que o problema é que "os chineses mexem mais a boca que os brasileiros para falar", de forma que a reclamação não era procedente. O gerente Rubens Natan apenas aceitou fazer o abono - assinando a entrada de cerca de 15 espectadores que continuaram no cinema reclamando seus direitos - quando soube da presença da reportagem da Agência Estado.Segundo Adhemar Oliveira, diretor da sala Unibanco Arteplex, a devolução do dinheiro depende da disponibilidade em caixa. Na última sessão, todo o dinheiro já estava em cofre, por motivos de segurança. Ele afirma que o espectador prejudicado pode então usar sua entrada com abono para uma futura sessão ou pedir a devolução em dinheiro, em horário que haja caixa para isso. "A empresa vai devolver o dinheiro para quem reclamar", garante. Ele admite que o gerente deveria ter resolvido o problema de imediato, explicando que não havia dinheiro disponível.Compra de ingresso na Central da MostraQuem comprou o ingresso na Central da Mostra, e tiver problemas com a legenda, somente vai receber um ingresso novo se procurar a organização, no Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073, telefone 11- 3253-4877). Segundo Ivan Melo, a Mostra faz a troca por um convite para outra sessão do próprio evento. Não há devolução de dinheiro.

Agencia Estado,

30 de outubro de 2001 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.