Valéria Gonçalvez
Valéria Gonçalvez

Motociclistas protestam contra aumento de combustível na Marginal Pinheiros

Grupo bloqueia as pistas expressa e local na altura da Ponte Itapaiúna; manifestantes também organizam ato na Avenida Paulista

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

24 Maio 2018 | 15h50

SÃO PAULO - Além dos caminhoneiros, motociclistas e motoristas de Uber também se juntaram aos protestos contra o aumento do preço dos combustíveis.  Nas Marginais do Rio Tietê e Pinheiros, importantes corredores em São Paulo, motociclistas fazem manifestação na tarde desta quinta-feira, 24. Já em Brasília, pela manhã, motoboys e motoristas do Uber bloquearam portas da distribuidora de combustíveis da BR e do centro de distribuição da Raízen.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 15h30, um grupo seguia pela Marginal Pinheiros da Ponte Estaiada para a Ponte Itapaiúna, que liga a região do Morumbi. Os motociclistas bloqueiam todas as pistas na região.

+++ Greve dos caminhoneiros: acompanhe ao vivo

A Polícia Militar (PM) também informa que um grupo realiza manifestação na Avenida Paulista, no sentido Paraíso, em frente ao prédio da Petrobrás, em favor dos caminhoneiros. A faixa da direita está interditada. 

A PM acompanha o protesto que é pacífico neste momento.

+++ Caminhoneiros dizem que chance de greve acabar caiu para 5%

A CET acrescenta que o trânsito está complicado nas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, no sentido do aeroporto, nas proximidades da Rua Borges Lagoa.

Pela manhã, os caminhoneiros bloquearam a Marginal do Tietê, no sentido da Castelo Branco, na altura da Ponte Júlio de Mesquita. O grupo também interditou as pistas expressa e local da Marginal Pinheiros, no sentido Interlagos, nas proximidades da Ponte  Laguna. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.