Mariana Lima/Estadão
Mariana Lima/Estadão

Motoristas ficam 5 horas na fila para abastecer em posto na região central de SP

Combustível chegou escoltado pela Polícia Militar; greve dos caminhoneiros chega ao 6º dia

Mariana Lima, O Estado de S.Paulo

26 Maio 2018 | 20h20

No 6º dia de greve dos caminhoneiros, motoristas paulistanos se aglomeravam em um posto de gasolina na região central de São Paulo, na esquina das ruas Bela Cintra e Fernando de Albuquerque, à espera de combustível. Parte dos consumidores ficou até 5 horas na fila para abastecer neste sábado, 26. 

++ PM não descarta uso da força para liberar vias como Rodoanel

Foi o caso da comerciante Francisca Marques, de 53 anos, que aguardava desesperada desde as 14 horas para ser atendida. Às 19h12, conseguiu encher o tanque. Francisca estava havia dois dias à procura de gasolina. “Eu não aguento mais esperar, estou desesperada. Só quero ir para minha casa”, disse. As filas de carros dobravam a esquina. Ao Estado, o gerente do posto Antônio Alexandre, de 44 anos, afirmou que a gasolina chegou às 13 horas.

Ao todo, são três bombas funcionando neste momento: uma com prioridade para ambulâncias e viaturas, outra para carros e a terceira para motos. O combustível chegou escoltado pela Polícia Militar, conforme apurou Estado. No sábado de manhã, o posto da bandeira Shell estava com as bombas vazias. 

Entenda. Os protestos dos caminhoneiros continuam pelo 6º dia seguido de manifestações. Quando anunciou, na noite de quinta-feira, um acordo com lideranças dos caminhoneiros, em greve desde segunda-feira, o governo imaginava ter conseguido desmobilizar o movimento. A previsão era de que na sexta-feira as estradas seriam desbloqueadas e o abastecimento começaria a se regularizar no País, mas não foi o que se viu. 

++ Governo atua em três frentes para conter greve de caminhoneiros

Com uma liderança muito difusa, o que se ouvia dos caminhoneiros parados nas estradas era que o acordo fechado com o governo não servia. Como uma possível medida para o impasse, o presidente Michel Temer acionou as forças de segurança nacionais para desbloquear rodovias. 

Greve dos Caminhoneiros AO VIVO

Acompanhe aqui outras notícias sobre a greve dos caminhoneiros minuto a minuto.

 

Mais conteúdo sobre:
caminhoneiro greve

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.