DIDA SAMPAIO/ESTADAO
DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Mourão diz que faltam 'de 60 a 70 votos' para aprovação da reforma da Previdência

Vice-presidente da República, Hamilton Mourão afirmou que a base de apoio do governo possui atualmente 250 parlamentares

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2019 | 15h05

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que a base de apoio do governo à reforma da Previdência possui atualmente 250 parlamentares. O texto será encaminhado ao Congresso nesta quarta-feira, 19. "A gente sabe que a oposição tem em torno de 150 votos. Então sobram 363 para serem garimpados. Acredito que temos 250. Então entre 60, 70 votos terão que ser buscados", avaliou o vice.

Pouco antes, o líder do governo na Câmara, Vitor Hugo (PSL), não soube fazer uma estimativa de quantos parlamentares apoiam a reforma atualmente, mas disse que o número pode chegar a 372 deputados. "A gente estima que a base pode chegar a 372 em função de haver oito partidos que se declaram de oposição", considerou.

Ele também minimizou as consequências da demissão de Gustavo Bebianno, agora ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, para a articulação do governo com o Legislativo. Ele afirmou que o imbróglio não vai atrapalhar no convencimento da base aliada sobre a necessidade de aprovar a reforma da Previdência.

Reforma da Previdência 2019 AO VIVO​

​Acompanhe aqui outras informações sobre a entrega da proposta no Congresso pelo presidente Jair Bolsonaro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.