Móveis e eletrodomésticos puxam vendas no varejo

As vendas do varejo subiram 10,01% em maio ante igual mês do ano passado, segundo divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi o sexto aumento consecutivo nas vendas do setor. Para essa pesquisa, não há dado comparativo ante mês anterior. O bom desempenho do comércio foi puxado por móveis e eletrodomésticos, cujas vendas aumentaram 35,6% em maio ante maio 2003. Todas as atividades varejistas tiveram alta nas vendas em maio. Entre os locais pesquisados - a pesquisa abrange todo o País - apenas Roraima apresentou queda nas vendas. Entre as atividades, além de móveis e eletrodomésticos, os destaques foram: hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (5,17%); tecidos, vestuário e calçados (22,47%); e combustíveis e lubrificantes (4,13%).As vendas de veículos, motos, partes e peças, que não entram no cálculo da pesquisa mas também são investigadas pelo IBGE, houve aumento de 21,44%. No ano, as vendas do comércio tiveram aumento acumulado de 8,48% de janeiro a maio e, em 12 meses, registraram expansão de 1,8%.Condições regionaisO aumento nas vendas do comércio varejista do País em maio (10,01% ante igual mês do ano passado) foi puxado, regionalmente e nessa ordem, por São Paulo (8,76%), Rio de Janeiro (12,36%), Paraná (11,40%), Minas Gerais (7,81%), Santa Catarina (12,81%) e Rio Grande do Sul (4,82%). São Paulo, que tem maior peso na taxa global, acumulou no ano alta de 8,01% nas vendas e, em 12 meses, de 1,51%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.