finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Movimentação de carga bate recorde no Porto de Santos

O Porto de Santos bateu recorde de movimentação de carga em junho ao registrar 9,825 milhões de toneladas, volume 5,4% acima do apurado no mesmo mês do ano passado, informou a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). A autoridade portuária informou que a carga de exportação foi o principal fator que levou à alta em junho: 6,950 milhões de toneladas, um incremento de 8,1% em comparação com as cargas que deixaram o País em junho de 2013. A carga de importação recuou 0,7% no mesmo período, para 2,875 milhões de toneladas.

WLADIMIR DANDRADE, Agência Estado

18 de julho de 2014 | 12h24

O Porto de Santos movimentou 52,894 milhões de toneladas de janeiro a junho de 2014, volume que representa uma queda de 1,6% em comparação ao primeiro semestre do ano passado. O resultado é determinado pela queda de 3,1% na movimentação de carga de exportação e alta de 1,9% na carga de importação - 36,717 milhões de toneladas e 16,176 milhões de toneladas, respectivamente.

A carga movimentada em contêineres aumentou 15,4% em junho deste ano ante igual mês de 2013, para 325 mil TEUs (medida equivalente a um contêiner de 20 pés). No acumulado de janeiro a junho o aumento dos contêineres chegou a 8%, com um total de 1,721 milhão de teus.

O fluxo de navios atracados no porto de Santos caiu 6,1% em junho, para 413 embarcações. No total do primeiro semestre o recuo chegou a 2%, para 2.549 navios.

Volumes

Entre a carga de exportação, em junho ante igual mês de 2013 houve expressivo aumento na movimentação de farelo e grãos de soja (18,9%), milho (25,4%), café em grãos (47,2%), gasolina (50,6%) e óleo combustível (85,1%). No sentido importação o destaque no mês ficou com gás liquefeito de petróleo (58,6% de alta) e nafta (632%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.