Movimento fraco para recall do Palio

Poucos clientes procuraram as concessionárias da Fiat ontem, no primeiro dia do recall para o reforço no cinto de segurança dos automóveis modelo Palio EX 1.0. O movimento em algumas das principais concessionárias da marca em São Paulo ficou em torno de seis clientes por loja.O fato de não ter haver registro de acidente por causa do problema não estimulou os clientes a procurar assistência técnica, segundo o presidente da Associação dos Revendedores Fiat de São Paulo, Rubens Carvalho. "Agendamos apenas cinco reparos para o primeiro dia e, mesmo assim, um cliente faltou", diz Rubens, que é proprietário da Total Veículos.Mesmo oferecendo o serviço a todos clientes que levam os carros à oficina da loja, a concessionária Firenze só realizou o reparo em sete veículos. A baixa procura surpreendeu o gerente de Assistência Técnica da Milano Veículos, Daniel Coppo. "Imaginei que fôssemos ficar por conta disso o dia todo, mas só fizemos seis carros." A montadora trabalha com a perspectiva de atender, em 180 dias, os 320 mil donos dos modelos Palio.

Agencia Estado,

07 de novembro de 2000 | 15h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.