Movimento no Porto de Santos é recorde em 10 meses

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) divulgou hoje que a movimentação de cargas no Porto de Santos foi recorde no acumulado de janeiro a outubro, com um total de 68.510.764 toneladas, 8,4% a mais que no mesmo período de 2006. A movimentação mensal, de 6.994.091 toneladas, aumentou 5,3% em relação a outubro do ano passado, porém é 4,9% inferior a de setembro desse ano, quando o cais santista movimentou 7.354.821 toneladas.Entre as exportações, o açúcar permanece na liderança, com 11,40 milhões de toneladas embarcadas nos dez primeiros meses, aumento de 24% na comparação com igual período de 2006. Em relação ao crescimento das cargas, o milho foi destaque, superando o verificado em setembro e atingindo o índice de 7.337,7%, chegando a quase 2,5 milhões de toneladas no acumulado até outubro. De janeiro a outubro de 2006, foram apenas 33.412 mil toneladas.Nas importações, a movimentação de adubo lidera com 2.627.439 milhões de toneladas, aumento de 59,4% em relação ao acumulado do mesmo período de 2006. Em seguida, aparecem os desembarques de carvão, com 2.626.903 toneladas, 10,4% a mais que nos mesmos meses do ano passado.As operações de embarque e descarga de contêineres chegaram a 2,12 milhões de TEUs (unidade equivalente a 20 pés) no acumulado, classificando o mês de outubro como o segundo maior em movimentação de contêineres no Porto de Santos, superado apenas por outubro do ano passado.A movimentação de veículos apresentou crescimento de 21,80%, registrando total de 249.542 unidades. A importação, com 6.990 unidades, aumentou 78,64% e as exportações cresceram 20,69%, totalizando 242.552 unidades.Balança comercialO Porto de Santos respondeu por 25,7% do total acumulado da balança comercial brasileira até outubro, participando com US$ 59,3 bilhões, o equivalente a 5,6% do PIB nacional no período. As exportações participaram com US$ 36,25 bilhões e as importações, US$ 23 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.