Bruno Capelas/Estadão
Bruno Capelas/Estadão

Moving terá novo sócio e mais serviços

Empresa, do Grupo Estado, que usa geolocalização para mostrar ofertas de imóveis, recebe aporte da Engebanc e vai ampliar ferramentas

O Estado de S.Paulo

18 Setembro 2017 | 05h00

A Moving, empresa do Grupo Estado, acabou de ganhar um novo sócio: a Engebanc, companhia com 25 anos de tradição no setor de avaliação de imóveis e de gerenciamento de obras. Com o novo aporte financeiro, a Moving deverá dobrar sua equipe de desenvolvimento para ampliar os serviços oferecidos pela plataforma, que usa o georreferenciamento para mostrar a clientes, em um mapa, os imóveis disponíveis em uma determinada região.

 Além do aplicativo que leva o nome da empresa, a Moving também terceiriza sua plataforma para imobiliárias e incorporadoras – hoje, são cerca de 900 aplicativos disponíveis nas lojas virtuais que fazem uso da tecnologia, informa Ado Fonseca, presidente da Moving Imóveis. Lançada em 2012, a Moving é controlada pelo Grupo Estado desde 2015.

Atualmente, a plataforma digital por georreferenciamento tem em sua base de dados mais de 1 milhão de imóveis residenciais, comerciais e do segmento de galpões industriais e logísticos. Atualmente, a Moving publica anúncios de mais de mil imobiliárias, incorporadoras e pessoas físicas, com presença em capitais como São Paulo, Rio, Belo Horizonte e Porto Alegre.

A expectativa é que, com a convergência das operações entre as empresas e o novo aporte de recursos, a expansão nacional da Moving seja intensificada ainda em 2017. “Nossa relação com o mercado imobiliário é muito forte, e a chegada da Engebanc será fundamental para alavancar novas oportunidades nesse setor”, diz Francisco Mesquita Neto, diretor-presidente do Grupo Estado

Ao mostrar os anúncios de imóveis sinalizados em uma mapa a uma distância de, no máximo, cem metros da localização real, a Moving já garante que o usuário consiga ter uma ideia se a região escolhida é bem servida de serviços como, por exemplo, escolas, comércio e acesso a transporte público.

Com o novo sócio, a ideia é que a Moving também passe a ajudar os clientes a lidar com a burocracia necessária para a compra de um imóvel. Segundo Armando Mesquita, diretor da Engebanc, a empresa já presta serviços de avaliação de imóveis para os principais bancos. Este é um dado que poderá ser incluído no app em breve, permitindo que o consumidor saiba se o preço pedido por um determinado imóvel é compatível com a média praticada na região pesquisada. 

Outra ferramenta a ser inserida é relacionada ao crédito imobiliário. “Muitas vezes, a pessoa está procurando um determinado imóvel, mas a casa ou apartamento desejado pode estar acima do orçamento da família”, explica o presidente da Moving. “Se a renda ficar abaixo do necessário, o app poderá automaticamente sugerir outros anúncios, com o perfil semelhante, mas que a pessoa terá condições de adquirir.”

Além desse auxílio prévio à escolha do imóvel, a Engebanc também poderá trazer informações que vão facilitar o processo de compra do bem em si. A própria avaliação independente do imóvel poderá ajudar nesse quesito, uma vez que os bancos que oferecem crédito imobiliário exigem este item para a liberação do financiamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.