MP pede à Anatel mais audiências para discutir PGO

Presidente da agência reguladora diz que fará esforço para atender requisição do Ministério

Leonardo Goy, da Agência Estado,

17 de junho de 2008 | 15h21

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, Ronaldo Sardenberg, disse nesta terça-feira, 17, que o Ministério Público pediu à agência que realize mais audiências públicas para discutir com a sociedade as alterações propostas para o Plano Geral de Outorgas (PGO). "Pretendíamos fazer uma, duas ou três audiências. Mas o Ministério Público pediu mais. Faremos um esforço para atender", afirmou.   Veja também: Megafusão de teles  Sardenberg disse que já está conversando com outros conselheiros da Anatel para tentar atender o pedido. Além desse pedido, Sardenberg disse que a entidade de defesa dos consumidores "Pró Teste" também solicitou à agência a ampliação do prazo, hoje de 30 dias, durante o qual a proposta permanecerá em consulta pública.   A principal alteração proposta para o PGO é a autorização para que uma concessionária de telefonia fixa possa adquirir o controle de outra concessionária. A medida vai possibilitar a compra a Brasil Telecom pela Oi.

Tudo o que sabemos sobre:
PGOBrasil TelecomOi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.