finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

MPF apura aplicação de verbas públicas no Porto do Açu

A Procuradoria do Rio de Janeiro do Ministério Público Federal (MPF) anunciou nesta quarta-feira, 23, que está apurando o "eventual uso de verbas públicas na implantação de pátios logísticos" do Superporto do Açu, projeto em construção no litoral norte fluminense pela LLX Logística. A empresa integrava o Grupo EBX, do empresário Eike Batista, e teve o controle recentemente adquirido pela EIG, empresa norte-americana de investimentos em infraestrutura.

VINICIUS NEDER, Agencia Estado

23 de outubro de 2013 | 17h01

Segundo a nota do MPF, "devido ao cancelamento de diversas obras e à situação de venda de ações da empresa OGX, o MPF visa obter a devida transparência na gestão dos recursos federais que possam ter sido empregados na construção do Porto do Açu, com fins de, entre outras medidas, informar ao mercado e à sociedade a destinação de verbas públicas."

Tudo o que sabemos sobre:
MPFBNDESPORTO DO AÇU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.