MPF denuncia dez pessoas por fraudes contra o INSS na PB

Servidores públicos acusados seriam responsáveis por rombo de mais de R$ 2,5 milhões nos cofres públicos

Solange Spigliatti, da Agência Estado,

09 de outubro de 2008 | 09h21

Dez pessoas envolvidas na prática de crimes para concessão de benefícios do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) foram denunciadas pelo Ministério Público Federal da Paraíba nesta terça-feira, 7.   Segundo o MPF, o prejuízo com a fraude, apurados através da Operação Gerião, deflagrada em 17 de setembro de 2008, pela Polícia Federal, com atuação conjunta do Ministério Público Federal e do INSS, chegou a R$ 2.676.750,00.   Foram denunciados os servidores públicos federais Francisco de Assis dos Santos, Roque Pereira de Sousa, Francisco Almir de Araújo, Gilberto Ismael Lacerda e Paulo de Tarso Pereira Trigueiro; bem como o advogado Sebastião Figueiredo da Silva; a esposa e o filho do técnico do seguro social Roque Pereira, Marlene da Silva Vieira de Sousa e Ranyerison Vieira de Sousa; o representante comercial Cideniro Mendes Urtiga; e o agricultor Otoniel de Sousa Brito.   Ainda serão realizadas investigações policiais, a fim de identificar outros delitos ou pessoas que receberam os benefícios previdenciários irregularmente.

Tudo o que sabemos sobre:
FraudeINSSservidores públicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.