MPT convoca Embraer para reunião em 2 de março

O Ministério Publico do Trabalho (MPT) em São José dos Campos convocou a diretoria da Embraer para uma audiência de mediação no dia 2 de março com representantes dos empregados da companhia, a fim de viabilizar uma solução para as demissões de 4,2 mil trabalhadores da empresa. De acordo com a assessoria de imprensa do MPT no interior de São Paulo, os representantes da empresa precisarão apresentar documentos nos quais deverão justificar as dispensas anunciadas ontem.De acordo com o MPT, se os representantes da Embraer não provarem com os documentos que deverão exibir ao procurador da República, Renato Baptista, que as 4,2 mil demissões foram necessárias, o Ministério Publico do Trabalho pode entrar na Justiça com uma ação civil, na qual pedirá a reintegração de todos os empregados dispensados por carta.O MPT preferiu não se pronunciar sobre o mérito das demissões realizadas pela Embraer, pois prefere antes ouvir os dirigentes da empresa e analisar todos os documentos que serão exibidos pela companhia. A reportagem da Agência Estado tentou entrar em contato com o procurador Renato Baptista, mas ele não pôde ser encontrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.