finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

MRV: acordo com MP finda discussão sobre terceirização

A MRV Engenharia considera que o acordo firmado com o Ministério Público do Trabalho (MPT) coloca um "ponto final" sobre discussões que envolviam a terceirização, "inaugurando um novo marco nas relações trabalhistas no setor da construção civil brasileira". Trata-se de questão que gerou, ao longo do tempo, diversos questionamentos na Justiça, lembra a MRV. Pelo acordo, ficam definidas as atividades passíveis de terceirização pelo Grupo MRV e que serão executadas pelas empreiteiras que trabalham nos canteiros de obras do grupo em 120 cidades brasileiras.

AE, Agencia Estado

05 de setembro de 2013 | 14h13

O acordo prevê também o pagamento de R$ 6,8 milhões. Esse valor deverá ser destinado a entidades de assistência social e programas sociais dos Estados de Minas Gerais, Goiás, do Paraná, de São Paulo e do Mato Grosso. A MRV avalia que o debate sobre a questão prosperou e que, partir de agora, também passa a existir uma referência importante para que a construção civil brasileira avance na discussão envolvendo o tema terceirização neste setor, ajustando inúmeras divergências de interpretação da legislação existentes atualmente em todo o País.

A MRV Engenharia destaca que é, hoje, a maior construtora e incorporadora do país no segmento de imóveis para a classe média e média baixa, suprindo grande parte da demanda do Programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. A empresa atua no mercado há 34 anos. O acordo firmado entre MRV e MPT foi noticiado ontem à noite pelo Broadcast. A MRV passará a contratar diretamente os serviços de alvenaria estrutural, contrapiso, assentamento de esquadrias metálicas, portas e janelas, reboco interno, entre outras medidas acordadas.

Tudo o que sabemos sobre:
MRVterceirização

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.