Mt. Gox teria achado bitcoins 'perdidos'

Operadora da moeda digital que fez pedido de concordata volta a levantar suspeitas com essa revelação

O Estado de S.Paulo

22 de março de 2014 | 02h07

A bolsa de moedas digitais Mt. Gox informou ontem ter encontrado, no dia 7 de março, cerca de 200 mil bitcoins "esquecidos". A revelação foi feita uma semana depois de a bolsa ter entrado com pedido de concordata por ter perdido quase todas os 850 mil bitcoins em seu poder, avaliados em cerca de US$ 500 milhões.

"Detetives" na internet perceberam a movimentação de cerca de 200 mil bitcoins pela bolsa criptografada depois do pedido de concordata. A bolsa, dirigida pelo francês Mark Karpeles, de 28 anos, disse que os bitcoins foram encontrados em uma carteira online de formato antigo que se imaginava vazia, mas que foi verificada novamente após a abertura da concordata. "No dia 7 de março de 2014, a MtGox Co. confirmou que uma carteira em formato antigo usada antes de junho de 2011 detinha um saldo de aproximadamente 200 mil BTC", segundo o comunicado.

Explicação. "Por razões de segurança, os 200 mil bitcoins foram movidos novamente entre os dias 14 e 15 para carteiras offline. Essas movimentações de bitcoins, incluindo a alteração na maneira de armazená-las, foram relatadas à corte e ao supervisor pelos advogados", disse o texto.

Muitos dos 127 mil credores da Mt. Gox, que temem terem perdido seus investimentos quando a bolsa entrou com pedido de recuperação judicial, seguem céticos sobre a perda dos bitcoins. Nos documentos de concordata, a Mt. Gox também afirmou que US$ 28 milhões de dólares tinham "sumido" de suas contas no Japão.

O bitcoin é comprado e vendido por redes ponto a ponto que são independentes de um controle central. O valor da moeda digital disparou no ano passado. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.