Mubadala negocia compra de US$ 1 bi em ativos do grupo EBX, de Eike Batista

Segundo a ‘Bloomberg TV’, as conversas envolvem participações na OGX, na MMX e no Porto de Açu

Stefânia Akel, da Agência Estado,

13 de agosto de 2013 | 15h44

SÃO PAULO - A Mubadala Development Company está em negociação para comprar alguns dos ativos do Grupo EBX, de Eike Batista, por cerca de US$ 1 bilhão, segundo informações da Bloomberg TV, que citou duas pessoas com conhecimento do assunto.

As conversas envolvem participações na OGX, na MMX e no Porto de Açu da LLX, no Rio de Janeiro, disseram as fontes, que pediram para não serem identificadas porque as negociações são confidenciais. A Mubadala está buscando companhias internacionais ou locais para fazerem parte do acordo.

"A Mubadala continua em negociação com a EBX e uma série de outras partes interessadas, na medida em que a EBX continua a reestruturar seus negócios", disse Brian Lott, porta-voz da Mubadala em Abu Dhabi, em comunicado. "Acreditamos que muitos ativos da EBX têm valor potencial significativo para Mubadala e outros investidores." O porta-voz, porém, não quis comentar quais são os ativos sendo negociados.

A EBX se recusou a responder perguntas sobre a negociação. Eike Batista, cuja participação nos ativos descritos pelas fontes totaliza cerca de US$ 1,85 bilhão, está gerando caixa após sua fortuna estimada ter caído de US$ 34,5 bilhões em março do ano passado para menos de US$ 1 bilhão.

Tudo o que sabemos sobre:
eike

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.