Mudanças no câmbio não dependem mais do BC, diz Meirelles

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, deu a entender hoje que os trabalhos na área cambial no âmbito do Banco Central (BC) e do Conselho Monetário Nacional (CMN) já foram realizados. Ele afirmou que "os próximos passos serão o marco legal", - regras que, segundo ele, envolveriam a competência do Congresso Nacional.Meirelles afirmou ainda que aperfeiçoamentos posteriores para o mercado de câmbio, tanto em termos de normas como de sistemas, são sempre possíveis. Contudo, ele destacou que, no caso da legislação cambial, caberia ao BC apenas dar o embasamento técnico necessário às discussões. Meirelles listou rapidamente, como de costume, alguns dos avanços econômicos obtidos nos últimos anos, reafirmou o objetivo de recomposição das reservas internacionais (não adicionando volatilidade ao mercado) e de redução do endividamento cambial. O presidente do BC reiterou que não há nenhuma discussão interna na equipe econômica no sentido de uma reforma na legislação cambial e que não é competência do BC confeccionar um projeto de lei sobre o tema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.