Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Mulheres ocupam 8,5% dos cargos executivos de empresas

As mulheres ocupam 8,5% dos cargos de comitê executivo e dos conselhos administrativos das grandes companhias mundiais, mesmo que sejam mais presentes nas empresas dos Estados Unidos em relação às européias, e praticamente nula nas asiáticas.Esta é uma das principais conclusões de um relatório apresentado nesta terça-feira pelo gabinete de consultoria da Ricol, Lasteyrie & Associés, que destacou que na América do Norte todos os grupos pesquisados tinham, nos últimos meses, ao menos uma mulher em sua direção.Na América do Norte, as mulheres ocupam 15,8% dos cargos, na União Européia 7,6% e na Ásia apenas 2,1%, indicaram os autores do estudo.As disparidades dentro da Europa também eram significativas, com uma representatividade feminina superior nos países nórdicos - 27% na Suécia e 17,6% na Finlândia - e pouca participação na Espanha, 3,1%; Itália, 2,6%; e sobretudo na Bélgica, onde as mulheres ocupam apenas 1,8% dos cargos executivos nas grandes empresas.Segundo o relatório, às mulheres são negados os postos de supervisão de contas, e a exclusão é ainda maior nos postos de decisões estratégicas.A participação das executivas européias em postos de controle é de 9,3% e de 4,6% em cargos onde têm de tomar decisões importantes, sendo que a situação nos Estados Unidos e na Ásia é semelhante.FormaçãoEm relação a formação das executivas, na Europa 61% delas fizeram mestrado e a grande maioria recebeu uma formação científica, enquanto que nos Estados Unidos a proporção das que fizeram mestrado é de 25,6%.A formação predominante nos Estados Unidos é de Bacharel, o que confirma a idéia de que no país funciona a idéia do mérito, enquanto que na Europa é dada maior importância às escolas de negócios com grande prestígio.A pesquisa da Ricos, Lasteyrie & Associes foi realizada com as 100 maiores empresas da América do Norte (92 dos Estados Unidos e 8 canadenses), as 100 maiores da União Européia, sendo 24 britânicas, 23 francesas, 17 alemãs, 9 holandesas, 8 italianas e 7 espanholas; e as 100 maiores asiáticas, sendo 75 japonesas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.