JF DIORIO / ESTADÃO
JF DIORIO / ESTADÃO

Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Multa de trânsito já pode ser parcelada online, em até 12 vezes no cartão de crédito

Medida foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas em janeiro deste ano e vale para todas as infrações cometidas na cidade de São Paulo

João Ker, O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2019 | 10h06

A partir desta segunda-feira, 15, o motorista que tiver multas na cidade de São Paulo já pode parcelar seu débito em em até 12 vezes pelo cartão de crédito. O pagamento pode ser feito online, através dos sites Zapay e Parcele na Hora.

Anunciado pelo prefeito Bruno Covas em setembro do ano passado, o parcelamento vale para todos os débitos registrados pelo Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) desde 2013 e pode ser realizado para mais de uma multa vinculada ao veículo. 

O parcelamento não é aplicável, entretanto, para multas inscritas em dívida ativa com a Prefeitura de São Paulo ou para pagamentos já em negociação com o órgão (em cobrança administrativa), além das infrações cometidas com veículos de outros Estados ou anotadas por outros órgãos.

A mudança era prevista em resolução publicada em julho de 2018 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que liberou os órgãos de trânsito dos Estados e municípios a receberem pagamento de multas de trânsito e impostos relacionados aos veículos por meio de cartão de crédito. 

O parcelamento de multas de trânsito em São Paulo já é uma realidade desde janeiro do ano passado, quando começou a ser realizado através de boletos bancários. Em dezembro, os pagamentos já eram aceitos por cartão de crédito, mas era necessário comparecer ao posto do DSV em Bom Retiro.

Para quem preferir o parcelamento presencial das multas, ainda é possível se dirigir aos postos do DETRAN na Armênia (Avenida do Estado, nº 900); em Aricanduva (Av. Aricanduva, 5555); e no Shopping Fiesta (Avenida Guarapiranga, nº 752).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.