Multicarteira é opção de diversificação

Os fundos multicarteira são uma opção interessante para quem quer obter um rendimento diferenciado e prefere delegar ao gestor a decisão de aumentar ou diminuir a exposição em ações. Esses fundos aplicam parte dos recursos em renda fixa e parte em renda variável. A desvantagem é a tributação, pois eles pagam 20% de Imposto de Renda sobre o rendimento nominal, enquanto o IR nos fundos de ações é de 10%. Nesse caso, mesmo a parte do fundo que está aplicada em renda variável paga 20% de IR. Assim, se o investidor aplicasse 70% dos recursos num fundo de renda fixa e 30% num fundo de ações, o ganho seria maior do que se investisse num multicarteira que segue essa proporção. O sócio-gerente da BankBoston Asset Management, Fábio de Oliveira, lembra que isso deixará de ser um problema, porque os fundos de ações vão pagar 20% de Imposto de Renda a partir de 2002. Oliveira entende que os fundos multicarteira são indicados principalmente para o investidor que nunca comprou ações e quer aproveitar as boas perspectivas da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).O diretor de Asset Management do Banco Santander, Dany Rappaport, também vê com bons olhos os fundos multicarteira, num momento em que os juros estão em queda. Nesse cenário, é preciso correr mais riscos para conseguir uma rentabilidade diferenciada. Segundo ele, os fundos multicarteira são uma das melhores opções para quem quer se beneficiar da alta da bolsa e não tem intimidade com o investimento em ações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.