Mundo trata aftosa com mais serenidade que Brasil, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, hoje, que "o mundo tratou com muito mais serenidade do que determinados setores dentro do próprio Brasil" o foco de aftosa detectado em Mato Grosso do Sul. Durante passeio na Praça Vermelha, na capital soviética, pouco antes de se reunir com o presidente russo, Vladimir Putin, o presidente insistiu em que o foco é localizado e que o Brasil tem um rebanho privilegiado. "Não são 200 cabeças de gado que vão jogar por terra mais de 200 milhões de cabeças de gado", afirmou. Em seguida, tratou com Putin do embargo imposto pelo governo russo à carne bovina brasileira, que Lula e o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, que o acompanha, pretendem reverter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.