Free Images
Free Images

Castro, no Paraná, mantém liderança na produção de leite

Em 2014, foram produzidos 239 milhões de litros, 0,7% do total nacional, segundo dados do IBGE

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

08 de outubro de 2015 | 10h00

RIO - O município de Castro, no Paraná, manteve a liderança no ranking brasileiro de produção de leite em 2014. Foram produzidos 239 milhões de litros, 0,7% do total nacional, segundo dados da pesquisa Produção da Pecuária Municipal (PPM) referente ao ano passado. As informações foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na sequência, a segunda e a terceira maior produção de leite foi verificada em Piracanjuba, em Goiás, com 154,8 milhões de litros, e em Patos de Minas, em Minas Gerais, com 148,7 milhões de litros. Dos 20 municípios que mais produzem, 11 estão em Minas Gerais, Estado que é o maior produtor, com 9,367 bilhões de litros (26,6% do total).

Quinto maior produtor mundial de leite, o Brasil apresentou um volume de 35,174 bilhões de litros em 2014, avanço de 2,7% frente ao ano anterior. Desse total, aproximadamente 70% corresponde à produção fiscalizada, já monitorada pela Pesquisa Trimestral do Leite, também do IBGE.

Apesar de Minas liderar em termos estaduais, no corte regional a primeira posição fica com o Sul, que detém 34,7% da produção nacional, seguido por Sudeste (34,6%) e Centro-Oeste (14,5%).

O preço médio nacional do litro do leite foi de R$ 0,96, o que gerou um valor de produção de R$ 33,78 bilhões em 2014. O maior preço médio foi encontrado no Nordeste (R$ 1,11 por litro), enquanto o menor ficou no Norte (R$ 0,82 por litro).

A produtividade média de leite por vaca ficou em 1.525 litros ao ano em 2014, crescimento de 2,2% em relação a 2013. Os municípios de Araras (SP), Castro (PR) e Carlos Barbosa (RS) tiveram os melhores resultados em termos de produtividade do País. 

Tudo o que sabemos sobre:
leiteagropecuáriaIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.