Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Na Agrishow, Lula destaca salto de qualidade na agricultura

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje em seu discurso na Agrishow, em Ribeirão Preto, que graças ao salto de qualidade e competitividade da agricultura brasileira, o País tem força para brigar em igual condição por mais espaço no mercado internacional. "O Brasil tem potencial para não dever nada a ninguém em termos de competitividade no campo. Não temos que temer a disputa de preço em qualquer mercado do mundo."Segundo Lula, a estratégia que seu governo adotou é a de fortalecer o bloco de países emergentes para brigar com as nações mais desenvolvidas. Ele citou as viagens feitas à África, ao Oriente Médio e a todos os países da América Latina. "Depois da viagem a sete países árabes, a relação que temos com eles cresceu muito. A que cresceu menos cresceu 50% em 2003. Agora no dia 22 de maio vamos à China com uma delegação de empresários e ministros. Temos certeza que vamos fazer bons e grandes acordos", disse.De acordo com o presidente, esses países vêem o Brasil como parceiro estratégico na briga com o primeiro mundo. Ele citou a recente vitória do País na Organização Mundial de Comércio (OMC) a respeito dos subsídios dados pelos Estados Unidos aos produtores de algodão."Quando tivermos força eles vão nos procurar para discutir subsídios. Não vamos mais ter que implorar", disse Lula a respeito da parceria brasileira com outros países emergentes. Lula espera que, até o final do ano, o Mercosul fechará um acordo com a União Européia (UE) para consolidar o bloco, o que vai facilitar as negociações para a Área de Livre Comércio das Américas (Alca).

Agencia Estado,

30 de abril de 2004 | 12h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.