coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Na Argentina, alguns bancos ainda crescem

Nem todos os bancos na Argentina encontram-se em situação complicada pela falta de liquidez. O Banco Itaú, entre os 20 primeiros da Argentina, foi um dos que cresceram durante a atual crise e ganhou depósitos, em vez de perdê-los, através da chamada ?fuga para a qualidade?. Segundo um de seus diretores, João Faria Burnier, se fosse permitido, o Itaú teria condições de devolver todos os depósitos de seus clientes. "Não só o Itaú BuenAyre, mas muitos outros bancos têm liquidez suficiente para devolver os depósitos", afirmou o executivo aos correspondentes brasileiros em Buenos Aires. Ele disse ainda que entre 20% e 30% dos depósitos retidos pelo "corralito" poderiam ser retirados, mas não o são porque as pessoas não estão sacando todo o limite permitido. "Isto é bancarização de fato, efetiva, e que dá sustento aos bancos, por que as pessoas já estão se acostumando com a conta no banco", disse. O Itaú começou a operar na Argentina em 1978, e possui hoje 76 agências no país. A instituição tem planos de expansão, principalmente depois do resultado favorável de seu balanço anual. Porém, Burnier afasta a idéia de que o Itaú esteja interessado em comprar o banco Galícia.O Galícia sofreu um processo oposto ao que favoreceu o Itaú. Sob uma forte crise de desconfiança, os clientes transferiram seus depósitos para outros bancos. Uma fonte de mercado informou que a solução do Galícia está sendo encaminhada nesta semana, e não deverá se tratar da venda a um banco somente. A fonte disse que há várias opções para solucionar o problema, dentre elas, "a venda de carteira, a formação de fundos e a participação de um conjunto de bancos que possuem linha com o Galícia". Nesta tarde, passou a circular, no mercado, o boato de que o Banco Rio-Santander começará a fazer seu ajuste interno, com demissão de funcionários. O banco, porém, desmentiu a versão.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.