Na China não há campanha, fotos ou avisos nos maços

Do total de 5,9 trilhões de cigarros consumidos globalmente em um ano, 2,9 trilhões são fumados por chineses, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A China, que é responsável por 38% do consumo mundial de tabaco, pode ser considerada um paraíso para fumantes que querem dar suas baforadas em paz.

O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2012 | 03h07

Lá, os 350 milhões de chineses que fumam regularmente não são alvo de nenhuma campanha antitabagismo, uma vez que elas não existem. Também não há avisos alarmantes nas embalagens e nem mesmo fotos chocantes alusivas aos malefícios que os cigarros podem causar.

Não é para menos: a maior fabricante de fumo do país, a China National Tobacco Corporation, pertence 100% ao estado chinês. A empresa é a maior fabricante mundial de tabaco, com 2,1 trilhões de cigarros em 2010 (os números de 2011 ainda não foram divulgados). Naquele ano, a CNTC teve lucro líquido de US$ 18 bilhões - mais, por exemplo, que o lucro combinado da Philip Morris International e da British American Tobacco naquele ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.