Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Guedes mantém secretária do PPI que estava no 'voo particular' da FAB

Estrutura continuará sob o comando de Martha Seillier, que já chefiava o PPI quando o órgão ainda estava ligado à Casa Civil

Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2020 | 19h22

BRASÍLIA - O ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu dar status de secretaria especial ao Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), responsável por privatizações e concessões do governo federal. A estrutura continuará sob o comando de Martha Seillier, que já chefiava o PPI quando o órgão ainda estava ligado à Casa Civil.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 3, pelo ministro após reunião com Martha e o secretário especial de Desestatização e Desinvestimentos, Salim Mattar.

Em nota, o ministério informou que a diretriz dada por Guedes ao PPI é “maximizar esforços conjuntamente com a Secretaria de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados para acelerar o programa de privatização de empresas estatais”.

Antes ligado à Casa Civil, o PPI foi remanejado para a alçada da pasta de Guedes após o agora ex-secretário-executivo da Casa Civil Vicente Santini e a própria secretária do PPI terem viajado de Davos, na Suíça, à Índia em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) enquanto outros ministros adquiriram bilhetes em voos comerciais.

Como mostrou o Estado na semana passada, Salim buscava ficar com o PPI sob sua alçada. Outra alternativa que chegou a ser cogitada foi a transferência da estrutura para a secretaria especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, comandada pelo economista Carlos da Costa, que já contempla assuntos ligados a concessões. A terceira opção, porém, foi a escolhida, com a transformação do PPI em uma secretaria especial dentro do ministério, subordinada diretamente a Guedes. O PPI será a oitava secretaria especial do Ministério da Economia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.