bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Na volta do feriado, Varig cancela 20 vôos

Na volta do feriado prolongado de Corpus Christi, a Varig manteve sua ?cota? diária de cerca de 20 vôos cancelados. No Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, cinco dos vôos programados pela companhia aérea deixaram de partir ao longo do dia - um deles para Salvador, às 20h45. No Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, a Infraero informou que oito cancelamentos haviam sido confirmados até as 17h30. Em Congonhas, São Paulo, a Varig cancelou três horários da ponte aérea num período de menos de duas horas: eram vôos previstos para 17h45, 18h41 e 19 horas. Funcionários da Infraero em Congonhas não souberam informar sobre outros cancelamentos da companhia aérea, já que os vôos não estavam mais disponíveis no sistema. Procurada pela reportagem da Agência Estado, a assessoria de imprensa da Varig se recusou a comentar quaisquer informações.No último sábado, 30 vôos foram cancelados nos aeroportos Galeão Antônio Carlos Jobim e Santos Dumont, do Rio de Janeiro. A companhia informou aos passageiros que os vôos haviam sido cancelados por falta de tripulação. A situação da Varig continua sem uma definição. O juiz da 8.ª Vara Empresarial, Luiz Roberto Ayoub, reuniu-se, na última sexta-feira, na sede do Tribunal de Justiça do Rio, com representantes dos Trabalhadores do Grupo Varig (TGV), com o sócio da consultoria Alvarez & Marsal, Marcelo Gomes, responsável pela reestruturação da Varig, e com Rocha Lima. A qualquer momento será divulgado o desfecho do leilão da companhia aérea.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.