Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Não é uma crise para ficar chorando ou lamentando, diz Lula

Presidente afirma que é preciso 'ousadia' e 'coragem' para enfrentar a crise e permanece otimista com o País

Tatiana Fávaro, de O Estado de S. Paulo,

12 de maio de 2009 | 13h39

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta terça-feira, 12, na inauguração da unidade de propeno da Refinaria do Planalto Paulista (Replan) em Paulínia, região de Campinas (SP), que, apesar dos reflexos da crise econômica mundial, ele mantém-se tão otimista quanto estava em julho. Lula afirmou que

é preciso ser ousado nessa crise e que não é para ficar "chorando ou lamentando".

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

 

"Essa crise é uma crise em que nós temos de provar quem é ousado, quem tem coragem e quem vai fazer as coisas na hora certa. Não é uma crise para ficar chorando ou lamentando. Em qualquer atividade econômica tem momento de 'pico para cima' e momento de 'pico para baixo'. O que precisa é que a gente tenha um ponto de equilíbrio e que possa garantir que, durante o ano inteiro, a economia tenha crescido um número satisfatório. E aí nós, investindo corretamente, estaremos preparados para que, quando acabar a crise, a gente não comece do zero a fazer as coisas", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.