Não há decisão sobre queda no preço do combustível, diz Palocci

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, afirmou hoje que não havia no governo decisão já tomada com relação à redução do preço dos combustíveis para esta semana, como chegou a acenar ontem a ministra de Minas e Energia, Dilma Roussef. Segundo ele, a situação do mercado internacional de petróleo está muito volátil. "Houve, de fato, uma subida dos preços internacionais. Nos últimos dois dias, houve um aumento de 4%", disse. Palocci disse que a greve na Nigéria afeta de uma maneira geral o mercado internacional de petróleo, apesar de as empresas nigerianas do setor terem dito que a produção não foi afetada pela greve no País. Ele acha ser é necessário aguardar o desfecho da crise naquele país para que se avalie os efeitos sobre o mercado de petróleo. O ministro disse que acha difícil que se tome qualquer decisão ainda nesta semana a respeito do ajuste dos preços. "Na próxima semana, faremos uma avaliação dos preços internacionais e aí poderemos tomar uma decisão", afirmou.

Agencia Estado,

02 Julho 2003 | 16h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.