Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Não há dúvidas de origem climática do blecaute, diz Aneel

Técnicos da agência agora investigam se equipamentos operaram de forma adequada durante a pane

LEONARDO GOY, Agencia Estado

19 de novembro de 2009 | 11h49

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner, disse nesta quinta-feira, 19, que não há dúvidas de que foram fatores climáticos que originaram o blecaute que deixou 18 Estados sem luz na noite de terça-feira da semana passada. "O que ocorreu surgiu a partir disso. Mas é impossível saber, enquanto não temos uma análise mais profunda, se os equipamentos operaram de forma adequada", afirmou. Segundo ele, é essa análise que está sendo feita agora pela Aneel, na condição de órgão fiscalizador do setor.

 

Veja também:

linkLobão e Hubner defendem setor de energia brasileiro

linkApagão atinge parte do Plano Piloto de Brasília

linkCurto-circuito provocou apagão, diz nota do Ministério

blog JOSÉ PAULO KUPFER: Apagão de explicações

especialO Brasil no escuro: entenda o efeito dominó do sistema

lista Histórico dos grandes apagões brasileiros

lista Leia a cobertura completa sobre o blecaute

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão disse que o relatório final da Aneel sobre o blecaute será submetido a técnicos convidados pelo governo para darem opinião. "Quando for emitido o relatório, combinei com o Hubner de convidar técnicos especializados em eletricidade, como a USP (Universidade de São Paulo), para avaliar esses relatórios. Ou seja, tudo será feito, absolutamente, às claras", afirmou o ministro.

De acordo com a pasta, foi determinado que tanto a Aneel quanto o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) terão 30 dias, contados a partir da segunda-feira, para entregar seus relatórios. Esse prazo foi determinado pelo grupo de trabalho formado pelos ministérios para acompanhar as investigações. Hubner e Lobão participaram nesta quinta da assinatura de contratos de concessão de novas linhas de transmissão.

Tudo o que sabemos sobre:
apagãocausaAneelNelson Hubner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.