'Não há limite na venda de dólar para exportação', diz Mantega

Ministro afirma à TV Globo que BC irá leiloar a quantidade que for necessária da moeda norte-americana

Agência Estado,

17 de outubro de 2008 | 08h57

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou nesta sexta-feira, 17, em entrevista divulgada pelo jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo, que não haverá limite no total de dólares que será vendido às instituições financeiras para que façam empréstimos às empresas exportadoras.   Veja também: Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise  O caminho até o pré-sal    "Estamos tomando uma medida em que o Banco Central, utilizando as reservas, vai fazer leilões de dólares para as instituições financeiras, que vão direcionar esses dólares para as exportações. Não tem limite. É aquilo que for necessário. E, dessa maneira, estaremos garantindo a continuidade das exportações brasileiras", declarou Mantega.   A decisão de liberar dólares das reservas internacionais brasileiras para permitir liquidez foi tomada na quinta-feira durante encontro de Mantega com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que se transformou em uma reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN). Nessa reunião, foi decidido que o BC tem o poder de determinar que os empréstimos em moeda estrangeira sejam entregues obrigatoriamente e a exportadores.   Em declaração distribuída por sua assessoria de imprensa após a reunião, Mantega explicou: "Nosso principal problema é a falta de liquidez, principalmente para financiar as exportações. As medidas anunciadas visam facilitar o acesso ao crédito pelos exportadores e pelas empresas que possam estar tendo problemas de capital de giro."

Tudo o que sabemos sobre:
Guido Mantegacrise nos EUAcréditoBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.