Não há novo acordo de resgate previsto para Grécia--Comissão da UE

A Comissão Europeia informou nesta terça-feira que quer trabalhar com o novo governo da Grécia para implementar reformas e reanimar a economia, mas que não haveria um novo acordo com o país sobre os termos do pacote de resgate de 130 bilhões de euros.

REUTERS

19 de junho de 2012 | 08h29

Autoridades da zona do euro, assim como dos Estados Unidos, sinalizaram apoio para uma revisão das condições estabelecidas no resgate internacional à Grécia, mas a Comissão insistiu que o plano acertado mais cedo neste ano não poderia ser rasgado.

"Nós acabamos de decidir o segundo programa recentemente, portanto ninguém está falando sobre um novo memorando de entendimento", afirmou o porta-voz da Comissão Amadeu Altafaj em entrevista, referindo-se ao acordo com a Grécia.

"Nós estamos falando sobre garantir que a Grécia forme um governo e que esse governo aproprie-se complemente do programa e implemente-o a fim de colocar o país de volta no caminho", disse ele.

Altafaj acrescentou que assim que o novo governo estiver formado, uma missão da "troika" da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) irá para Atenas discutir com as autoridades gregas as melhores maneiras de implementar "o programa acertado pelo governo grego e seus parceiros".

(Reportagem de Robin Emmott)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROGRECIARESGATE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.