Não há sinalização para controle de capital, destaca Palocci

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, reforçou hoje que as mudanças cambiais anunciadas na sexta-feira não têm nenhuma sinalização de que o governo pretende adotar uma política de controle de capital. Segundo ele, as medidas visam a desburocratização, a simplificação, a transparência e a redução dos custos no mercado de câmbio.Contudo, em relação à política cambial, Palocci afirmou que: "O diabo do câmbio flutuante é que ele flutua. Às vezes, favorecendo determinado segmento da sociedade, às vezes favorecendo outros". Disse ainda que não pode brigar contra o sucesso do crescimento econômico, "mas ele faz o câmbio flutuar. Não podemos atender a todas as demandas ao mesmo tempo", comentou o ministro da Fazenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.