Não há solução contábil para déficit da Previdência, diz Levy

O secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, afirmou que não existe uma solução contábil que resolva o déficit na Previdência. Porém, observou que é importante ter clareza fiscal na questão. "Quanto mais clareza, melhor a contabilidade e isso é ótimo porque você analisa melhor o problema", afirmou. Ao falar sobre o tema, Levy defendeu os gastos assistenciais do governo, que são criticados por muitos que vêem na Previdência um perigo para o equilíbrio das contas públicas. "O meu ponto é que é muito importante você ter gastos assistenciais, focados para resolver o problema de concentração de renda no Brasil, que é uma realidade", afirmou, para em seguida completar: "A questão é que o governo tem que olhar como pode ter equilíbrio atuarial (nas contas públicas) sem ter uma folha de pagamento muito alta", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.