Não vamos conversar sobre ajuda adicional à Grécia, diz Merkel

Para chanceler da Alemanha, novo governo grego deve 'cumprir seus compromissos rapidamente'

Renan Carreira, da Agência Estado,

18 de junho de 2012 | 13h30

NOVA YORK - A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediu nesta segunda-feira, 18, que o novo governo da Grécia cumpra seus compromissos e recusou qualquer mudança em relação ao programa de resgate europeu para o país. "Não haverá qualquer alteração ao memorando de entendimento", disse Merkel em uma entrevista à imprensa em Los Cabos, no México, onde ela se reúne com líderes do G-20. "O novo governo na Grécia deve cumprir seus compromissos rapidamente."

Merkel afirmou que não quer mudar os termos e as condições para o programa de resgate da Grécia e está aguardando o relatório da troica - formada por Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE) - antes de tomar qualquer ação adicional. "A troica deve ir à Grécia imediatamente", disse.

A Grécia realizou novas eleições ontem após o resultado do pleito de maio ficar em um impasse. Dessa vez, a legenda conservadora grega Nova Democracia emergiu como o mais forte partido político e vai buscar formar uma coalizão a favor do segundo pacote de resgate internacional ao país e suas consequentes medidas de austeridade, com outras siglas. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
MerkelGréciapacote de ajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.