Nasdaq: alta melhora humor no mercado

Os últimos resultados de tecnologia e Internet surpreenderam os investidores, principalmente o divulgado pela Nokia (veja mais informações no link abaixo). Com isso, a Nasdaq - bolsa dos Estados Unidos que negocia papéis do setor - subiu forte durante a manhã ultrapassando o patamar de 5%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) chegou a atingir alta de 3,11%. A partir do final da manhã, contudo, a bolsa paulista perdeu parte do fôlego. Há pouco estava em alta de 1,51%. A Nasdaq opera em alta de 6,32%Ontem o Banco Central (BC) anunciou uma medida que vai isentar o capital estrangeiro da CPMF. Embora a decisão seja positiva para o volume de negócios da Bolsa, seu impacto só poderá ser melhor medido no médio prazo, quando passar a atual onda de turbulência no cenário externo. No cenário interno, a inflação continua dando sinais de recuo. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), referente à segunda quadrissemana ficou em 0,17%. A Fundação também revisou para baixo sua projeção para esse mês - de 0,4% para 0,3%.Juros e dólarAs taxas de juro, que iniciaram o dia em queda com a melhora do cenário externo, principalmente nas bolsas norte-americanas, inverteram a tendência no final da manhã e passaram a mostrar pequena alta. A maior preocupação desse mercado, que é o preço do petróleo, continua subindo. Os negócios com o petróleo bruto do tipo Brent para entrega em novembro estão em de em Londres, a US$ por barril. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 17,260% ao ano, frente a 17,170% ao ano registrados ontem. A moeda norte-americana está cotada a R$ 1,8740 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,05% em relação aos últimos negócios de ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.